Câncer / Notícias

Viviane Pereira

Publicado em 20/09/2022

Revisado em 20/09/2022

Imprensa mostra estruturação do centro de pesquisa em Manaus

centro de pesquisa em Manaus

Projeto Amor à Pesquisa Contra o Câncer no Brasil é uma iniciativa do Instituto Vencer o Câncer

A equipe do Centro Integrado de Pesquisa da Amazônia (CINPAM) recebeu nesta última sexta-feira, dia 16, uma equipe de reportagem da TV Band, que prepara uma série especial sobre os avanços da Oncologia no país.

O CINPAM é um dos centros onde o projeto Amor à Pesquisa Contra o Câncer no Brasil está em andamento. Os jornalistas conheceram as instalações do local, como a estrutura para o desenvolvimento dos estudos clínicos, o laboratório de imagem, o centro de infusão e a área para atendimento dos pacientes.

“O projeto Amor à Pesquisa Contra o Câncer no Brasil reduzirá a desigualdade social, criando a possibilidade de acesso à pesquisa para a população que hoje precisa viajar muitos quilômetros para chegar ao sul-sudeste”, definiu a Dra Poliana Albuquerque Signorini, oncologista clínica do CINPAM e médica responsável pelo centro.

A estrutura de Manaus já finaliza os preparativos para, em breve, iniciar os primeiros estudos clínicos com pacientes.

Saiba mais sobre o Centro de Pesquisa em Manaus, no link https://vencerocancer.org.br/cancer/noticias/centro-de-pesquisa-manaus-pode-melhorar-o-tratamento-de-norte-a-sul/

Conheça mais sobre o projeto

O projeto Amor à Pesquisa Contra o Câncer no Brasil, idealizado e realizado pelo Instituto Vencer o Câncer, está estruturando novos centros de pesquisa no país. O principal objetivo é aumentar o acesso dos brasileiros a protocolos de estudos em tratamentos inovadores. Nesta primeira etapa, as instituições selecionadas pelo edital estão localizadas em Manaus (AM), Belém (PA), São Luís (MA), João Pessoa (PB), Feira de Santana (BA) e Campo Grande (MS). Além de desenvolver e organizar a estrutura operacional e pessoal, o projeto vai monitorar a implementação de estudos clínicos e atividades por um período de dois anos, em clínicas privadas, hospitais filantrópicos e do Sistema Único de Saúde (SUS), em regiões com pequeno número de centros de pesquisa na área.

Com consultoria técnica do LACOG e patrocínio da Interfarma (Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa), Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos) e Eurofarma, esta iniciativa representa um esforço conjunto inédito de pesquisadores, associações de saúde e indústria para impulsionar estudos em Oncologia no Brasil.