Notice: Undefined variable: file in /home/u256097250/domains/vencerocancer.org.br/public_html/wp-content/plugins/fix-my-feed-rss-repair/rss-feed-fixr.php on line 14
Alimentação de pacientes oncológicos nas festas de fim de ano - Vencer o Câncer

Dia a Dia do Paciente / Nutrição

Gisele Vieira

Publicado em 22/12/2022

Revisado em 22/12/2022

Alimentação de pacientes oncológicos nas festas de fim de ano

Alimentos

Fim de ano chegou e é momento de festa.

Muitos pacientes oncológicos têm as dúvidas sobre o que pode ser consumido. Diante do tratamento oncológico, há uma preocupação com a saúde metabólica e os alimentos que eventualmente podem agravar sintomas como falta de apetite, náusea, vômito, obstipação, diarreia etc. 

Este texto é para auxiliar os pacientes em tratamento contra o câncer durante as festividades de Natal e Ano Novo e para familiares e amigos que possuem alguém que amam e segue o tratamento oncológico durante as festas.

Alguns pontos são importantes  para aproveitar as festas e comemorações e manter o equilíbrio metabólico, mesmo com alimentos que não costumam estar na rotina diária

Seguem informações para adequar ceias de Natal e Ano Novo:

  • Alimentos frescos e preparações com menor teor de gordura animal e frituras

Prefira molhos de frutas, de tomate, preparações assadas, cozidas, ensopadas, grelhadas.

  • Sobremesas a base de frutas

Aposte em salada de frutas, mousses de frutas com iogurte, doces sem adição de açúcar branco. Optar por mel, açúcar de coco, mascavo ou demerara em pequenas quantidades. 

  • Verduras e legumes devem fazer parte das ceias

Escolha saladas, grelhados, assados, fazendo parte de recheios de tortas, nas farofas, no arroz colorido, nos assados (aves, peixes, carnes etc.)

  • Bebidas sem álcool

Opte por bebidas zero álcool ou desalcoolizadas. Hoje existem cervejas e vinhos e outras bebidas sem álcool. São boas alternativas para socializar sem deixar de cuidar de metabolismo. É importante sempre intercalar a bebida com água, água aromatizada com limão, hortelã, laranja, canela, gengibre etc. Outra dica é apostar nos drinques sem álcool à base de água com gás e frutas. Ficam perfeitos para as comemorações!

  • Alimentos de fácil digestão no verão brasileiro

Trocar os alimentos comuns na ceia do brasileiro que possuem maior teor calórico, de gordura e de carboidratos por opções mais saudáveis. Na realidade, os pratos nesta época do ano no Brasil baseados em tradições de outros países onde nesta época do ano é inverno. No Brasil, o clima quente facilita incluir preparações de menor teor calórico e digestão mais fácil.

 

Veja trocas possíveis:

* Farofa de embutidos (bacon, linguiça etc.) – trocar por farofa de ovos, de banana, de abacaxi, de ervas, de castanhas, farofa de aveia com castanhas, de abobrinha, de azeite de dendê com alho, de couve, de maçã, de pinhão, de alho poro.   

* Assados gordurosos (pernil, tender, cupim, picanha) – trocar por peixes assados, aves como frango, aves de Natal (frangos especiais com maior teor de carne, específicos para as festas), peru, lombo suíno, cortes magros bovinos: filé, alcatra, patinho, coxão mole, coxão duro, lagarto.

* Molhos gordurosos a base de manteiga, creme de leite – trocar por molhos a base de tomate caseiro, iogurte desnatado, queijo cottage, maracujá, abacaxi, molho peso, ervas etc. 

  • Evitar embutidos (bacon, presunto, linguiça, salsicha, peito de peru, salame, presunto cru, mortadela e charcutaria em geral).

 Manter esta etapa importante durante o tratamento e tornar o hábito alimentar com a menor dose possível deste tipo de alimento, comprovadamente potencialmentente carcinógeno, devido à presença de conservantes (nitrito e nitrato). O ideal é troca por legumes e verduras para recheios de pães e tortas, frango, peixes, crustáceos (atum, sardinha, bacalhau, peixes em geral, camarão, siri etc.). 

  • Volume de alimentos

Evitar o exagero. Com diversas preparações, mesas fartas e inúmeras opções durante estas festas, não incomum exagerar e ter queixas de má digestão, náuseas e vômitos.  Então a estratégia é fracionar o consumo em pequenas porções ao longo das festas. Não consumir pratos imensos, mas saborear em volumes pequenos. Assim facilita a digestão e reduz as queixas mais comuns.

  • Alimentos que facilitam a digestão

Incluir nas refeições estes alimentos nas preparações, seja em em saladas, assados, água aromatizada ou refrescos (água e pequena porção de frutas).

* chás de erva doce, gengibre, abacaxi, kiwi; consuma uma dose (150ml) sem açúcar e sem adoçantes, um hora após o almoço e o jantar; 

* frutas como abacaxi, figo, mamão; possuem enzimas digestivas importantes para a digestão de proteínas, carboidratos, gorduras.      

E, sem dúvidas, a maior e melhor orientação de todas para as festas de final de ano.

VIVA, comemore e seja feliz! Não é necessário se privar de consumir alimentos que mencionamos acima para serem evitados. Isto faz parte da saúde emocional, do prazser de comer “confort food”. Isto também é cuidar. A alimentação de pacientes oncológicos não deve ter proibições, e sim pontos de atenção a serem evitados para melhor resposta do organismo. 

A orientação é consumir com moderação na quantidade, degustar com calma para sentir todo sabor e carinho, brindar  com sua bebida preferida e jamais sentir culpa por isto. 

A regra é consumir com moderação e ser feliz!

E para incentivar boas trocas, sem perder o sabor seguem algumas receitas saborosas:

  • Sem gim tônica (Bebida)

Fruta de sua preferência picada;
Gelo;
Água tônica sem açúcar ou zero (se achar forte, coloque meia porção de tônica e meia porção de água com gás);
Zimbro em grãos (zimbro é uma semente, parecida com uma pimenta em grãos. É ele quem dá o sabor a bebida Gin) – amasse ele no pilão grosseiramente e coloque na bebida mexendo bem. Deixe curtir por alguns minutos para liberar o sabor do zimbro na bebida.

  •  Molho de maracujá para assados (Acompanhamento) 

1/2 xícara de chá de suco de maracujá azedo, natural (com sementes);
1 xícara de chá de água;
½ colher de sopa de mel (somente para quebrar o azedo do maracujá);
1/2 colher de sopa de maisena.
Modo de preparo: Cozinhe o suco de maracujá, a água, mel e a maizena, durante 5 minutos mais ou menos e está pronto. Sirva quente com assados. 

  • Salpicão refrescante (Entrada) 

Ingredientes:
Frango desfiado – 500g
Iogurte natural desnatado – 2 copos pequenos (330g)
Azeitona verde (picada) – 200g
Uva passa preta – 200g (caso não goste, retire).
Aipo, salsão ou erva doce (picados em cubos) – 4 colheres de sopa cheias (76g)
Cenoura crua (ralada) – 2 unidades médias (240g)
Pimentão amarelo, vermelho ou verde – 2 xícaras de chá em média (escolha os pimentões que mais gostar – amarelo e vermelho são mais suaves).
Suco de limão – 50ml
Azeite de oliva extravirgem – 2 colheres de sopa (16ml)
Pimenta do reino em pó – a  gosto
Sal refinado – A gosto

Modo de preparo:
1) Prepare o frango no fogão e use um liquidificador para desfiá-lo em seguida;
2) Pique o salsão, as azeitonas e rale a cenoura;
3) Em uma tigela grande, junte o frango, as azeitonas, a cenoura ralada, o salsão o pimentão e as uvas passas;
4) Misture tudo, cubra com um filme plástico e deixe na geladeira até a hora de servir.
5) No momento de servir, adicione 2 potes de iogurte natural, o azeite, o suco do limão, sal e pimenta a gosto;

DICA: Caso queira uma textura de crocância, acrescente por cima do salpicão xerém de castanhas picadas, lâminas de amêndoas, amendoim torrado moído ou nozes trituradas a seu gosto. 

  • Peixe com crosta de castanhas e molho de ervas (Prato Principal) 

1 cebola
2 dentes de Alho
Filé de peixe: tilápia, pescada, merluza, linguado, abadejo, salmão
1 colher (sopa) de Sal
1 colher (chá) de Páprica Doce
½ colher (chá) de Pimenta do Reino
¼ colher (chá) de Louro em Pó
1 colher (sopa) de Azeite
3 colheres (sopa) de farinha de aveia ou mix de farinha de aveia e amêndoas/castanhas (pode misturar ambas)
Clara de ovos (para empanar)

Modo de Preparo: Tempere os filés de peixe com sal, alho, cebola, páprica doce, pimenta do reino, louro em pó, azeite. Passe em clara de ovo e depois nas farinhas para empanar (aveia/castanhas ou mix). Asse em uma forma bem untada em forno preaquecido a 230°C por 20 minutos virando na metade do tempo ou coloque na Ayr Fryer.

Molho para acompanhamento: Azeite, ervas frescas (salsinha, cebolinha, manjericão, sálvia, alecrim) – bata todos eles no mixer e use o molho no momento de servir. 

  • Rabanada assada (Sobremesa) 

Ingredientes:
Pão francês sem glúten ou pão sem glúten caseiro (veja receitas) – 10 fatias ou 5 unidades (250g)
Leite de aveia – 3 copos americano pequenos (495ml)
Ovo de galinha – 2 unidades médias (100g)
Açúcar de coco/mascavo ou farinha de maçã – 3 colheres de sobremesa cheias (36g)
Canela em pó – 3 colheres de café cheias (12g)

Forma de preparo:
1) Com uma faca de serra, retire a casca dos pães, deixando casca apenas na parte de baixo de cada pão.
2) Depois corte cada pão em fatias com mais ou menos 1 centímetro de espessura. Reserve.
3) Em uma tigela, coloque 495 ml de leite de aveia, 2 ovos batidos, 3 colheres de sobremesa cheias de açúcar de coco ou farinha de maçã ou mascavo. Misture bem.
4) Mergulhe as fatias de pão nesta mistura, molhando bem, mas mantendo as fatias firmes.
5) Arrume as fatias de pão molhadas em uma assadeira untada com manteiga e levemente polvilhada com canela a gosto.
6) Leve ao forno médio pré-aquecido a 180º por 30 minutos.
7) Vire as rabanadas e volte novamente ao forno por 10 minutos.
8) Retire do forno e passe e polvilhe canela a gosto. Sirva em seguida.

 

Boas Festas!

Gisele Vieira
Nutricionista oncológica
Integrante do Comitê Científico do Instituto Vencer o Câncer
Coordenadora do Departamento de Nutrição do Instituto Ana Baccarin – Oncologia e Qualidade de Vida.