Dia a Dia do Paciente / Efeitos Colaterais

Paula Andregheto

Publicado em 01/02/2017

Revisado em 01/02/2017

Cuidados com roupas das crianças em tratamento

roupas

Vestimenta tem papel importante na proteção e bem-estar.

O calor excessivo pode causar desconfortos como moleza, dores no corpo e mau humor mesmo em pessoas que não estão em tratamento. Imagine como essa época pode ser difícil para crianças que estão combatendo um câncer.

Uma das frentes em que os pais podem atuar é no quesito roupas. É fundamental cuidar para que se dê preferência a roupas que facilitem a transpiração e não retenham calor.

E quais seriam elas? Opções leves, claras e soltas feitas com tecidos naturais (algodão, linho ou seda) ou vestimentas esportivas, como camisetas, regatas e shorts de algodão. É fundamental evitar roupas muito justas e escuras – essas são as que mais absorvem calor, dando a sensação de abafamento e, assim, agravando os sintomas de fadiga.

Como crianças em tratamento estão mais suscetíveis a infecções, é importante atentar para a escolha dos tecidos. Materiais sintéticos ou muito baratos impedem a circulação do ar e são, portanto, mais propensos a permitir a proliferação de micro-organismos indesejáveis. Esses tecidos também são mais sujeitos a conter componentes químicos que podem causar alergias.

No caso de roupas novas, procure lavar as peças antes do primeiro uso, evitando assim possíveis quadros de contaminações.