Dia a Dia do Paciente / Efeitos Colaterais

Publicado em 05/02/2014

Revisado em 27/11/2015

Inchaço ou edema

O edema surge como consequência do acúmulo de líquido sob a pele, em tecidos que não pertencem ao sistema circulatório. São mais comuns nos membros inferiores, mas podem ocorrer nos braços e mãos, face, cavidade abdominal (ascite ou barriga d’água) e ao redor dos pulmões (derrame pleural). Podem ser causados por diversos fatores:

  • Progressão do câncer;
  • Alguns quimioterápicos (docetaxel e pemetrexede);
  • Outros medicamentos (derivados da cortisona, anti-inflamatórios etc.);
  • Baixos níveis de proteína no sangue, por subnutrição;
  • Inatividade;
  • Doenças hepáticas, renais e cardíacas;
  • Hidratação vigorosa usada com certas drogas oncológica como a cisplatina e a ifosfamida.

O tratamento do edema dependerá de sua causa. Os medicamentos empregados quase sempre envolvem diuréticos, para que o líquido em excesso seja eliminado pela urina. As seguintes sugestões podem trazer alívio dos sintomas:

[relacionados]

  • Reduza a quantidade de sal na dieta;
  • Ande para impulsionar para cima o líquido retido nas pernas;
  • Não fique em pé, parado. Quando sentar, não cruze as pernas; procure apoiá-las num banco, para mantê-las elevadas em relação ao corpo;
  • Pergunte a seu médico qual o volume de líquido que você deve ingerir diariamente;
  • Use meias elásticas ou luvas compressivas para reduzir o inchaço nas pernas ou nos braços, respectivamente;
  • Eleve os pés da cama com um calço.