Tipos de câncer / Câncer de rim



Câncer de rim | Recaída

A análise de certas características do tumor permite avaliar sua agressividade e o risco de recidiva da doença:

cap19-tab2-jpg-700px

Características importantes para avaliar o comportamento do câncer de rim.

  • Tamanho

Tumores maiores que 7 cm, não encapsulados, que invadem os vasos sanguíneos ao redor ou os linfonodos regionais têm mais risco de evoluir de forma desfavorável. Já aqueles menores ou de até 7 cm, confinados ao órgão, têm probabilidade de cura maior que 90% a 95%.

[relacionados]

  • Grau de diferenciação

No exame do tumor removido em cirurgia (peça operatória), o patologista analisa ao microscópio as características da célula maligna. Dizemos que uma célula maligna é bem diferenciada quanto mais parecida com a célula normal ela for; por outro lado, quanto mais distorcida for sua arquitetura, mais indiferenciada ela será.

Tumores mais diferenciados costumam crescer mais lentamente e apresentar menor risco de recidiva. Tumores indiferenciados são mais agressivos. Quanto ao grau de diferenciação, os tumores malignos de rim são classificados de acordo com a classificação de Fuhrman, que vai de 1 a 4, na qual 1 corresponde ao mais diferenciado e 4 ao mais indiferenciado.

  • Invasão dos vasos sanguíneos locais

Quando as células malignas invadem os vasos sanguíneos situados na vizinhança do tumor, a probabilidade de recidiva aumenta.

  • Tipo histológico

O carcinoma de células claras costuma evoluir de modo mais favorável do que os tumores sarcomatoides, os papilíferos e os tumores do ducto de Bellini.