Tipos de câncer / Câncer do colo uterino



Câncer de colo do útero | Recaída

Determinadas características do tumor permitem avaliar sua agressividade e o risco de recidiva da doença depois da cirurgia.

Fatores prognósticos do câncer de colo do útero

Fatores prognósticos do câncer do colo uterino.

 

Grau de diferenciação

Quando as células tumorais são muito semelhantes às normais, dizemos que são bem diferenciadas (grau 1). Quando são mais indiferenciadas, são classificadas como grau 2, e quando são muito indiferenciadas, como grau 3. Quanto menos a diferenciação das células tumorais, maior a agressividade e a probabilidade de recidiva.

 

Grau de invasão da espessura do colo de útero

Tumores que penetram a espessura do colo uterino têm acesso aos vasos linfáticos e sanguíneos das camadas mais profundas e, por consequência, maior risco de se disseminar e recidivar localmente.

 

Invasão dos vasos ao redor do tumor

A invasão microscópica dos vasos sanguíneos e linfáticos no interior da massa tumoral também aumenta o risco de recidiva.

 

Margens cirúrgicas

Quando o tumor é removido, é importante avaliar quanto de tecido normal separa suas bordas das margens cirúrgicas. Quanto mais distante ele estiver das margens, menor a chance de recidiva.

 

Invasão dos linfonodos da pelve

Esse é um dos fatores de risco mais importantes para prever o risco de metástases. Quanto maior o número de linfonodos comprometidos por tumor, mais grave é a doença.

 

Tipo de célula (tipo histológico)

Alguns tipos de câncer do colo uterino, como o adenocarcinoma e o carcinoma adenoescamoso, apresentam maior agressividade, em comparação com o carcinoma epidermoide. A tabela acima resume os fatores prognósticos.

 


Atualização: Graziela Zibetti Dal Molin – CRM: 147.913
Oncologista Clínica da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo
Apoio: Dr. Daniel Vargas Pivato de Almeida – CRM: DF 27574
Oncologista Clínica no Grupo Oncoclínicas, Brasília-DF
Março 2022