Tira-dúvidas / Tira-dúvidas

Redação IVOC

Publicado em 02/03/2016

Revisado em 19/07/2019

Risco de recidiva de tumor renal

Fiz nefrectomia radical direita em setembro de 2013. No histopatológico, constatamos carcinoma urotelial papilífero de pelve renal de alto grau com 4,5cm. Nos exames posteriores de tomografia e cintilografia, nada foi detectado.

Segundo meu médico urologista, devido ao grau de agressividade do tumor, os três primeiros anos após a retirada do tumor são muito importantes quanto à recidiva. Após esse período posso relaxar e  me considerar curada?

Normalmente, os tumores uroteliais de pelve renal devem ser acompanhados periodicamente até o total de 5 anos, e devem ser realizadas consultas médicas e exames de imagem regulares a depender dos critérios do médico que a está acompanhando. A informação que você tem está correta, a maior probabilidade de recidiva é nos primeiros 3 anos. Entretanto, alguns pacientes podem apresentar recidivas mais tardias, após esses 3 anos. Após 5 anos, as recidivas são muito raras, e neste momento os pacientes podem até mesmo receber alta do acompanhamento oncológico (também a critério do seu médico oncologista).

Dr. Fabio Schütz: Oncologista clínico do Hospital São José da Beneficência Portuguesa de São Paulo.