Tratamento



Proposta de lei, em tramitação na Câmara dos Deputados, torna automática a cobertura pelos planos de saúde de tratamentos orais de câncer aprovados pela Anvisa.

 

Arranjos e Regência: Marco Pontes Caixote
Produção, Direção e Composição: Nil Bernardes
Coordenação: Alzira Scarabucci e Jo Mattos

 

“O câncer não espera, precisamos tratar”. Este é um dos versos da canção “Sim Para Quimio Oral”, que ganhou as vozes das cantoras Sandra de Sá, Elba Ramalho, Roberta Miranda, Wanessa Camargo, Leci Brandão, As Marcianas, Carmen Monarcha, Lucyana Villar, As Galvão, Nilva Lima, Tania Alves, Ruama, Adriana Farias e Adryana Ribeiro. A união das artistas de diversas vertentes musicais defende uma causa importante para milhares de pacientes oncológicos usuários de planos de saúde: o acesso aos medicamentos orais contra o câncer. 

A música é mais uma iniciativa para conscientizar a sociedade sobre o PL 6330, aprovado por unanimidade no Senado no início de junho, e que aguarda votação na Câmara dos Deputados. O projeto, iniciativa do Instituto Vencer o Câncer, dispensa a necessidade de esperar pela atualização do Rol de Procedimentos da ANS, que acontece a cada dois anos, prejudicando dezenas de milhares de pacientes e atrasando o acesso a tratamentos mais eficazes que já estejam disponíveis no mercado.

“O medicamento oral, como qualquer outro, é aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) antes da análise da ANS para incorporação. O projeto propõe, agora, uma mudança de indicação. O tratamento já está disponível nos planos de saúde, mas na forma endovenosa.  Essa é uma decisão técnica, que leva em conta a qualidade de vida do paciente e os benefícios da indicação”, afirma o oncologista Fernando Maluf, um dos fundadores do Instituto Vencer o Câncer.

Em vários casos, por não ter um substituto intravenoso, essas os quimioterápicos orais também apresentam maiores chances de cura, de sobrevida, de controle da doença e dos sintomas e melhora da qualidade de vida. Hoje os orais representam mais de 70% dos medicamentos oncológicos.

As cantoras gravaram a música “Sim Para Quimio Oral”, remotamente, em suas casas ou em estúdios.

“Sinto enorme gratidão por nos proporcionar esta ilustre oportunidade de executar este projeto por uma causa tão nobre”, afirma Alzira Scarabucci, que teve a iniciativa de apoiar o projeto Sim Para a Quimio Oral ao reconhecer importância da proposta.

Além do apoio das cantoras, a campanha já conta com a manifestação de outros artistas e personalidades da TV e do entretenimento. Nomes como Ana Maria Braga, Roberto Carlos, Ana Furtado, Rodrigo Faro, Marcelo Tas já aderiram à campanha.

O manifesto pela aprovação do Projeto de Lei já recolheu mais de 120 mil assinaturas. Uma carta aberta assinada por entidades médicas e de profissionais de saúde e diversas associações que representam pacientes oncológicos também reforça a relevância da iniciativa. Os documentos podem ser acessados no site www.simparaquimiooral.org.br

Vídeo


Grupo de cantoras se une ao IVOC para lançar música em apoio ao projeto Sim Para Quimio Oral

A música é mais uma iniciativa para conscientizar a sociedade sobre o PL 6330, aprovado por unanimidade no Senado no início de junho, e que aguarda votação na Câmara dos Deputados.
Relacionados