Tipos de câncer / Câncer de fígado



Câncer de fígado | Fatores de risco

Os principais fatores de risco são:

Fatores de risco que levam ao aparecimento do câncer de fígado. Lobo esquerdo

Fatores de risco que levam ao aparecimento do câncer de fígado.

  • Cirrose

Para quem sofre de cirrose, o risco de desenvolver câncer de fígado no decorrer da vida é da ordem de 1% a 4%. Caso exista associação entre cirrose e infecção pelo vírus da hepatite B, o risco pode subir até 500 vezes, em comparação com o de uma pessoa sem esses fatores.

  • Infecção pelo vírus da hepatite B

A infecção crônica pelo vírus da hepatite B aumenta 140 vezes o risco de hepatocarcinoma. Cerca de 50% a 60% das pessoas com esse tipo de câncer são portadoras do vírus da hepatite B. Geralmente o intervalo entre a infecção pelo vírus da hepatite B e o aparecimento do câncer de fígado é de algumas décadas. Pacientes do sexo masculino, de origem asiática ou africana, infectados cronicamente pelo vírus da hepatite B há mais de 10 anos e que consomem álcool regularmente correm risco ainda mais alto.

  • Infecção pelo vírus da hepatite C 

A infecção pelo vírus da hepatite C também é fator de risco para os hepatocarcinomas. Pacientes do sexo masculino com cirrose, na faixa etária de 60 a 70 anos, infectados cronicamente pelo vírus da hepatite C e que fumam correm maior risco.

  • Alimentos que contêm aflatoxina

A aflatoxina é produzida por um tipo de fungo encontrado em alimentos armazenados em condições inadequadas, principalmente amendoim, milho e mandioca.

  • Doenças metabólicas

Esse grupo inclui a esteato-hepatite não alcoólica (acúmulo de gordura no fígado, cuja incidência aumenta em paralelo à da epidemia de obesidade), além de doenças mais raras, como a hemocromatose, a deficiência de α-1 antitripsina e a tirosinemia.

  • Lesões pré-malignas

Os adenomas de fígado muito raramente podem sofrer transformação maligna. Os hemangiomas, frequentemente encontrados nas ultrassonografias hepáticas, são lesões puramente benignas.

  • Uso de esteroides anabolizantes

Usados inadequadamente, aumentam o risco de câncer hepático.