noticias-melanoma / noticias-melanoma

Juliana Conte

Publicado em 29/10/2014

Revisado em 08/03/2017

Ator Hugh Jackman está com câncer de pele pela terceira vez

O ator australiano Hugh Jackman, conhecido no cinema por interpretar o personagem Wolverine (do filme X-Men), revelou esta semana que está tratando pela terceira vez um carcinoma basocelular (células cancerosas que crescem na superfície da pele), um tipo de câncer muito comum em pessoas de pele clara. Jackman descobriu que era portador de câncer em novembro do ano passado e em menos de 12 meses, foi submetido novamente a um novo tratamento.

Na primeira vez, ele postou nas redes sociais uma foto em que aparece com um curativo no nariz e fez apelo a seus fãs, ressaltando a importância de visitar um dermatologista e usar protetor solar sempre.

“Meu câncer de pele é um carcinoma de células basais, que de todos os cânceres de pele, é o menor. Mas é preciso tomar muito cuidado, pois ele cresce”, disse ele por meio de nota.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia endossa a recomendação do ator e ressalta que a prevenção é fundamental, principalmente em pacientes de risco. “A exposição ao sol de forma inadequada pode trazer inúmeros prejuízos à saúde, além de ser responsável pelo câncer de maior incidência no Brasil, o câncer da pele. Se uma pessoa tem qualquer um dos fatores de risco que podem levar a doença deve ficar sempre atenta”, alerta o Dr. Marcus Maia, Coordenador do Programa Nacional de Combate ao Câncer da Pele.

A SBD ainda ressalta a importância de checar com o dermatologista pelo menos uma vez por ano para analisar “novos sinais” na sua pele, como pintas, sardas, verrugas, mancha, caroços, pois como no caso no Hugh Jackman, o câncer pode aparecer mais de uma vez. “Não adianta curarmos um melanoma e depois não utilizarmos as devidas formas de prevenção ao sol”, explica o Dr. Maia.

Entre as características dos chamados pacientes de risco, podemos destacar:

  • Histórico de câncer de pele na família;
  • Albinos; [relacionados]
  • Pele muito clara, que costuma ficar com vermelhidão e nunca bronzeia;
  • Cabelos claros;
  • Olhos claros;
  • Pintas pelo corpo;
  • Já sofreram queimaduras pelo sol;
  • Sardas na face e/ou ombros;
  • Histórico de câncer da pele;
  • Exposição por um longo período ao sol sem proteção;
  • Pintas que mudam de cor;
  • Feridas que não cicatrizam;
  • Idosos.